Comércio favorece a criação de 1.913 novas vagas no ES em outubro de 2019

Resultado da movimentação entre 28.902 admitidos e 26.986 desligados, o saldo líquido de postos formais do Espírito Santo foi positivo com registro de 1.913 novas vagas. Com isso, o estado acumulou no ano a criação de 20.298 novas ocupações formais, representando um aumento de 14% na criação de postos registrada no mesmo período de 2018. 

Também com saldo positivo para o mês (+70.852), no ano, o Brasil acumulou ampliação de 841.589 vagas celetistas, representando uma abertura de postos maior que a registrada no mesmo período de 2018, um aumento de 6,45% em novas contratações.

Minas Gerais foi o estado que mais ampliou postos formais (+12.282) no mês, seguido de São Paulo (+11.727) e Santa Catarina (+11.579). Nestes estados, a abertura de vagas em atividades do comércio foi destaque entre os setores. Também puxado pelo bom desempenho do comércio, o Espírito Santo apareceu na décima terceira posição entre os estados com mais vagas criadas, aumentando em 0,26% o total de postos formais no estado.

Resultados setoriais

Os setores responsáveis pela geração de postos formais no estado foram o de comércio com a criação de 1.762 novos postos celetistas, seguido pelos setores de serviço (+1.383) e SIUP (+41). A indústria de transformação foi o setor que mais fechou vagas de emprego formal em outubro no estado (-666), seguida pela construção civil (-332) e pelo setor agropecuário (-233).



    Em outubro de 2019 o aquecimento das contratações de fim de ano no comércio ampliaram em 1.762 o total de vagas do setor, superando a criação de vagas em serviços (+1.386), setor que mais criou vagas nos dois meses anteriores.

No mês, o salário médio de admitidos no Espírito Santo foi de R$ 1.461,17, o sétimo maior salário médio entre os estados. Entre as ocupações que mais abriram vagas no Espírito Santo está vendedor de comércio varejista (+501), cujo salário médio de admitidos foi de R$ 1.115,80.