Grande Vitória registra alta de 0,29% nos preços em janeiro de 2020

Em janeiro de 2020 quando comparado ao mês imediatamente anterior, a Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV) foi a sexta região pesquisada do país com maior inflação (+0,29%), ficando acima da média para o Brasil que foi de 0,21%. Aracaju teve a maior alta da inflação no mês (+0,39%), enquanto Rio Branco (-0,21%), São Luís (-0,19%) e Brasília (-0,12%) apresentaram deflação no período.

A análise dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados para RMGV mostra que seis deles registraram alta em janeiro. O grupo alimentação e bebidas (+0,89%) apresentou a maior variação no índice de preços, após registrar uma alta de 3,47% no mês anterior. Essa desaceleração foi puxada, principalmente, pelo comportamento dos preços das carnes. Este item apresentou elevação nos preços de 18,05% em dezembro de 2019, ao passo que em janeiro, o item carnes registrou queda de 3,45%.

A inflação do grupo despesas pessoais (+0,74%) é explicada pelas altas nos preços da Hospedagem (+5,76%), devido ao período de férias escolares, e do item cabeleireiro e barbeiro (+1,44%). Em relação às variações negativas no IPCA da RMGV, o destaque foi o grupo Vestuário que apresentou menor variação nos preços (-0,91%) em janeiro de 2020, puxado pela que queda nos preços das roupas femininas (-2,7%).

Para o Brasil, o resultado mensal de janeiro de 2020 foi afetado pelo comportamento dos preços do grupo Habitação (+0,55%), influenciado, principalmente, pelas variações positivas nos itens condomínio (+1,39%) e aluguel residencial (+0,61%).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é um indicador calculado pelo IBGE e tem por objetivo acompanhar o nível de preços de uma cesta de produtos que representa o padrão de consumo de famílias, com renda de 1 até 40 salários mínimos, residentes nas áreas urbanas das 16 localidades pesquisadas. Para o mês de janeiro, os preços foram coletados no período de 28 de dezembro a 28 de janeiro de 2019 (referência) e os comparou com os preços vigentes entre 28 de novembro e 27 de dezembro de 2019 (base). Os resultados de janeiro de 2020 foram divulgados com a nova estrutura de ponderação baseada na Pesquisa de Orçamento Familiares (POF) 2017-2018.