Produção industrial capixaba recua 11,8% nos cinco primeiros meses do ano

O IBGE divulgou nesta sexta-feira, 12 de julho, o resultado da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF) referente ao mês de maio de 2019 e revelou que a produção física industrial no Estado do Espírito Santo recuou 2,2% na comparação com abril, na série dessazonalizada, e queda maior do que a verificada no Brasil (-0,2%).


*série dessazonalizada 

Entre os resultados para o mês de maio, chama atenção a queda de 17,4% da produção industrial capixaba na comparação com maio do ano anterior, enquanto a indústria nacional registrou um crescimento de 7,1%, sendo que dos 15 estados pesquisados, apenas Espírito Santo (17,4%), Minas Gerais (-2,4%) e Pará (-0,7%) registraram redução da produção industrial. 

O bom desempenho do Brasil e da maior parte dos estados está relacionado tanto ao fato do mês de maio de 2019 ter tido um dia útil a mais que em 2018, quanto à baixa base de comparação, visto que em maio de 2018 a atividade industrial nacional recuou 10,3% em relação à abril daquele ano, devido à greve dos caminhoneiros que ocorreu naquele mês. Contudo, o efeito da greve para a indústria do Espírito Santo (-2,3%), na comparação entre maio e abril de 2018, foi mais suave do que a observada no Brasil (-10,3%), o que explica, em certa medida, o bom desempenho do país em maio de 2019. 

    Uma forma de mitigar a influencia atípica de maio de 2018 é olhar o resultado dos cinco primeiros meses do ano, em comparação ao mesmo período do ano anterior. O desempenho da indústria capixaba nessa base de comparação também não é muito animador.

Enquanto o país apresentou um recuo de 0,7%, a produção industrial do Espírito Santo registrou uma queda de 11,8%, explicada pela redução da produção da indústria extrativa (-18,3%) e de celulose, papel e produtos de papel (28,1%), indústria de transformação (-5,0%) e de metalurgia (-3,5%). Apenas minerais não metálicos (+12,2%) e produtos alimentícios (+0,1%) registraram crescimento no período. Com esse resultado o Espírito Santo mais uma vez registrou a maior queda entre todos os estados pesquisados.