ES fecha 6.827 postos de trabalho formal em maio de 2020

29 de Jun

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho divulgou nesta segunda-feira (29/06/2020) as informações do Novo Caged referente à movimentação do mercado de trabalho formal do mês de maio de 2020.

No Espírito Santo, o saldo líquido negativo de postos formais de maio (-6.827) foi resultado de 14.822 admissões ante 21.649 desligamentos no mês. Apesar de negativo, o resultado de maio ainda é melhor que o de abril, mês em que o estado fechou 18.556 postos. Abril aparece até agora como o mês mais crítico para o mercado de trabalho formal, após a adoção de medidas de distanciamento social para combate ao novo coronavírus.

Nos primeiros cinco meses do ano, o estado acumulou o fechamento de 25.819 postos de carteira de trabalho assinada. Com isso, o total de postos formais capixabas reduziu em 3,53% em relação ao total de janeiro, registrando em maio um total de 705.456 postos de carteira assinada.

Para o Brasil, a redução de postos em maio também foi inferior à de abril. Em maio, foram fechadas 331.901 vagas, resultado de 1.035.822 desligamentos ante 703.921 admissões. Em abril 902.841 postos de carteira assinada haviam sido fechados.

Análise setorial

Em maio, no Espírito Santo, o setor de serviços foi o que mais reduziu postos formais (-3.314), influenciado principalmente pelas reduções de postos em atividades de alojamento e alimentação (-1.148), informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (-987) e de transporte armazenagem e correio (-840). Atividades de Educação fecharam 610 postos formais enquanto as atividades de Saúde Humana e Serviços Sociais criaram 636 postos.

A indústria geral foi o segundo setor com maior redução (-1.998), influenciado pelo fechamento de vagas na indústria de transformação (-1.892), esta impactada principalmente pelas atividades da indústria de confecção de artigos de vestuários e acessórios que reduziram mais postos formais no mês (-346).

O setor de Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas aparece como o terceiro setor com maior redução de postos (-1.341).

Apenas o setor de Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura apresentou saldo positivo de postos formais (+302) em maio.

Resultados municipais

Entre os municípios com mais de 30 mil habitantes, apenas três registaram saldo positivo de postos formais, Castelo (+79), Afonso Cláudio (+14) e Nova Venécia (+3). Dos municípios com saldo negativo de postos formais, Vitória (-1.541), Vila Velha (-1.043) e Serra (-966) foram os que registraram maiores fechamentos de vagas no mês.

Já o município de Guarapari, com 467 postos formais fechados no mês, registrou a maior redução no estoque de postos formais em maio (2,88%), na comparação com o total registrado em janeiro de 2020.

    Acompanhe mês a mês, de forma dinâmica e interativa, a quantidade de empregados admitidos e desligados, além do saldo de postos de emprego com carteira assinada para o Espírito Santo e municípios do ES.