Inflação na RMGV registra alta de 0,32% em abril de 2019

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é um indicador que mensura a inflação de um conjunto de produtos e serviços comercializados no varejo, referentes ao consumo pessoal das famílias, cujo rendimento não ultrapasse 40 salários mínimos (considerando todas as fontes de rendimento), ou seja, este índice mede como os preços, de maneira geral, estão variando na economia.

O índice abrange áreas urbanas das seguintes localidades: regiões metropolitanas de Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Vitória, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, além do Distrito Federal e dos municípios de Rio Branco, São Luís, Aracaju, Goiânia e Campo Grande.

O índice, divulgado pelo IBGE, para o mês de abril/19 indicou alta de 0,32% na inflação para a Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV), resultado inferior à média nacional para o mês (+0,57%). Na comparação entre as 16 regiões pesquisas, a RMGV obteve a segunda menor variação, enquanto Fortaleza apresentou o maior índice de inflação (+0,91).

Para a RMGV, os grupos de saúde & cuidados pessoais e vestuário foram os que obtiveram as maiores variações positivas no mês de abril/19, 1,43% e 1,37%, respectivamente. O grupo de alimentação e bebidas que havia registrado inflação de 1,75% em março, apresentou alta de 0,82% em abril/19.

    No acumulado dos últimos 12 meses, a inflação na RMGV (+5,02%) ficou acima da média nacional (+4,94%). A variação de preços na região de Vitória foi a maior desde dezembro de 2016.

A inflação acumulada nos quatro primeiros meses do ano foi de 1,57% para a RMGV, enquanto o acumulado para o Brasil foi de 2,09% no mesmo período. Aracaju (SE), dentre as regiões pesquisadas, é quem possui a maior inflação acumulada no período (+2,87%).