Inflação aumenta pelo terceiro mês consecutivo na RMGV e cresce 0,39% em março

A inflação na Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV) foi de 0,39% no mês de março/19, com este desempenho a RMGV apresentou o terceiro menor índice entre as dezesseis regiões pesquisadas. A taxa é inferior à registrada em fevereiro/19 (+0,58%), e está abaixo da média nacional do mês (+0,75%). O índice para a RMGV acumula alta de 1,25% no primeiro trimestre de 2019 e de 4,89% nos últimos 12 meses. 

Os grupos que mais influenciaram este aumento foram alimentação e bebidas (+1,75%), habitação (+0,3%), e saúde e cuidados pessoais (+0,23%). O preço dos alimentos e bebidas subiu pressionado pelo tomate (35,9%), mamão (29,2%), batata-inglesa (25,8%) e pela manga (22,3%). Este aumento é um movimento sazonal que reflete as poucas chuvas registradas no período.

A habitação (+0,3%), embora tenha apresentado o segundo maior crescimento entre os grupos pesquisados, teve um resultado melhor do que o identificado em fevereiro/19
(+2,1%).

Após a variação de +0,40% no mês anterior, o grupo saúde e cuidados pessoais apresentou aumento de 0,23% em março/19. Neste grupo, merecem destaque os produtos óticos (+1,3%), os planos de saúde (+0,8,%), e os serviços laboratoriais e hospitalares (+0,75%).

Produtos alimentícios como maçã (-5,83%) e manteiga (-3,4%) ficaram mais baratos em março/19. Ocorreu também queda nos preços do cinema (-3,9%), produtos para cuidado da pele (-4,3%) e seguro de veículos (-3,6%).

Para o Brasil, em março de 2019, o IPCA registrou variação mensal de +0,75%, ante os +0,43% apresentado no mês de fevereiro/19 e os +0,32% no mês de janeiro de 2018. A aceleração dos preços foi impulsionada pelo aumento dos preços relacionados à transporte (+1,44%), seguido pela aceleração dos preços no grupo de alimentação e bebidas (+1,37%). Os dois grupos juntos representaram 43% do IPCA em março/19.