Ideies discute produtividade da indústria capixaba em novo Estudo Especial

O Estudo Especial “Produtividade da indústria de transformação no Espírito Santo” analisa a evolução da produtividade do trabalho na indústria capixaba entre 2007 e 2016, baseado no exemplo de diversos estudos para o Brasil.

Qual a importância do crescimento da produtividade? 

O crescimento econômico de longo prazo está associado à capacidade de um país ou estado de aumentar a sua eficiência na utilização dos insumos produtivos do qual dispõem (capital e trabalho). O aumento da eficiência dentro de um setor e seu crescimento se difunde para outros setores por meio das relações intersetoriais de compra e venda de insumos e produtos, dado que o setor que se torna mais produtivo gera novas demandas para os outros setores da economia.


A indústria é considerada o setor com maior capacidade de transbordar os seus ganhos de produtividade porque possui muitas relações intersetoriais, sendo uma grande compradora e fornecedora de insumos dentro da cadeia produtiva.

O crescimento da produtividade na indústria foi o objeto central deste Estudo Especial e seus principais resultados apontaram que:

  • A produtividade da indústria de transformação no Espírito Santo apresentou retração entre 2007 e 2016 de 12,6%, resultado semelhante ao do Brasil, que também observou queda de 14,3%.
  • A queda de produtividade da indústria de transformação capixaba não foi um fenômeno generalizado entre os setores. Algumas indústrias se destacaram, apresentando crescimento da produtividade, como: produtos de metal, produtos diversos, vestuário, borracha e material plástico, impressão e gravações, transporte e derivados de petróleo.
  • Os setores com as menores taxas acumuladas de crescimento no mesmo período foram bebidas, metalurgia, têxteis e máquinas e equipamentos. 
Acesse a versão completa do Estudo Especial “Produtividade da indústria de transformação no Espírito Santo” no topo da página ou em "Nossos Produtos" e saiba mais.